Nossa história

No início da década de 90 o mercado brasileiro de torrefação passou por importantes mudanças. O governo brasileiro extinguiu o IBC e promoveu a abertura de mercado. Como consequência houve a diminuição da burocracia para se abrir novas torrefações de café, o que favoreceria o surgimento de pequenas empresas para abastecer o mercado local.

Tomaz Emerich, que já possuía experiência como cafeicultor e torneiro mecânico, percebeu que seria o momento ideal para fabricar torradores de pequena capacidade para atender a iminente demanda. Foi então que em 1989 ele e a esposa Marlene Nunes fundaram em Manhuaçu MG, a Tomaz Máquinas, que mais tarde se tornaria Industrial ATILLA.

Inicialmente a empresa vendia seus produtos apenas a produtores, que torravam parte de sua produção, e também a micro torrefações, que se prestavam a comercializar cafés tradicionais adquiridos de produtores ou prestar serviços de torra para eles.

A Atilla presenciou o surgimento do mercado de cafés especiais no Brasil, quando houve uma busca por torradores menores, principalmente nos grandes centros. Tudo era muito novo e specialty coffee era a expressão do momento. O conhecimento da arte de torrar café era uma realidade distante da maioria e tentativa e erro, era a regra geral.

Alguns cafeicultores que produziam cafés especiais começaram a adquirir o próprio torrador para participar deste novíssimo mercado de cafés de alta qualidade. O primeiro cliente/produtor com reconhecimento nacional e selo da BSCA a torrar café especial foi a família Mattos da Fazenda Braúna em Araponga nas Matas de Minas, por quem os diretores da empresa tem grande carinho.

Junto ao desenvolvimento do mercado, novos empreendedores visualizaram a oportunidade de investir em equipamentos com tecnologia para torrar cafés especiais, bem como em buscar capacitação nesta área, e assim abrir suas micro torrefações e cafeterias.

Neste mesmo período começaram a surgir eventos específicos que reuniam baristas, mestres de torra e produtores que fechavam a cadeia desde a fazenda até a xícara. A participação nestes eventos, como a SIC, que a empresa destaca como o mais importante do Brasil, aliada à uma marcante presença na internet deu grande visibilidade nacional e o nome ATILLA passou a fazer parte do vocabulário quando o assunto era torra de cafés especiais.

A parceria com os clientes é de vital importância para o desenvolvimento dos torradores da Atilla, a empresa acredita que compartilhamento e relacionamento são palavras chave nesse mercado de tantos apaixonados por café.

A Atilla esteve em Manhuaçu por mais de 20 anos, mas no final de 2018 se transferiu para Belo Horizonte, onde além da área de fabricação inaugurou o Atilla Lab, local designado para cursos de torra e análises sensoriais.

 

Missão, Visão e Valores


Misssão

Fabricar torradores de excelente qualidade, primando sempre pelo respeito entre todos os envolvidos. A empresa acredita que o melhor caminho para se ter um negócio duradouro é construir relacionamentos saudáveis com clientes, colaboradores, parceiros e fornecedores.

Visão

Mercado Brasileiro: permanecer líder de vendas de torradores para cafeterias; Mercado Externo: expandir o mercado dos torradores Atilla para os países das Américas e Europa;   Além disso, desenvolver novos produtos para  beneficiamento de café e cereais.

Valores

Respeito, ética e transparência nas transações comerciais.

A empresa pratica o capitalismo consciente entre os stakeholders (clientes, fornecedores, parceiros e coladoradores). Como consequência seus produtos são divulgados pelos próprios clientes que os recomendam a amigos.




História da logomarca comemorativa

Atilla 20 anos